quinta-feira, junho 19, 2008

Turma da Mônica em formato mangá


A notícia tem saído em muitos veículos especializados: Maurício de Souza vai iniciar uma nova publicação, voltada para o público adolescente. A Turma da Mônica versão mangá vai mostrar as conhecidas personagens infantis lidando com novos conflitos: sexualidade, drogas e as questões que envolvem essa fase de passagem para o mundo adulto.

Alguns veículos para saber mais:


Em fóruns de discussão da internet, há pessoas se manifestando contrárias a essa mudança de público e formato da Turma da Mônica. Na minha opinião, é um descontentamento com a utilização de uma memória pertencente ao mundo da infância, que realmente gostamos de preservar intocável. Mas, confesso, diferentemente da versão mangá do Batman, essa Turma da Mônica Jovem me agrada. Principalmente se não ficar numa abordagem simplista de conflitos envolvendo drogas, sexo e bebidas. A adolescência é rica demais para ser simplificada desse jeito.

O luto da perda da infância. Essa pode ser tanto a explicação para a recusa em ver os personagens da Turma da Mônica crescidos (manifestamos a mesma recusa na vida real, ao ver filhos/sobrinhos/etc entrando na adolescência), como também uma sugestão de abordagem. Mas nada complexo, como pode parecer. Me refiro a tratar do que todo mundo vive nessa fase, tratar das questões que diferem a adolescência do mundo maravilhoso da infância.

Enfim, tem que ver como essa idéia vai ser na prática...

3 comentários:

marcelo engster disse...

"O luto da perda da infância." Tchê, muito bom. Vi muito disso em foruns e outros sites. O pessoal vive reclamando que não vai ser a mesma coisa dos gibis que lia quando criança, hehehe.
Um até falou que não gostaria de ver a Mônica com uma bunda gostosa...

mas duas coisas são certas:

- titio Maurício não dá tiro no escuro. Tudo é feito com muito critério e em cima de muita pesquisa.

- os redatores da editora Maurício de Sousa são os melhores do país. Acho que vão conseguir fazer um bom trabalho.

No más, é esperar pra ver.
abraço

Chapeuzinho disse...

Já tinha lido essa notícia, mas ñ havia visto as imagens, e ñ sei se seria mt favorável a essa nova empreitada, mas o menino acima falou algo q é bem verdade "os redatores da editora Maurício de Sousa são os melhores do país" eles ñ irão fazer algo realmente ruim. Nunca fui fã d mangá, e continuo os achando pouco interessantes, já a turma da mônica, até hj, no auge dos meus 21 anos e quse 2 meses eu ainda a leio! Eles são engraçadíssimos, mt divertidos e abordam alguns assuntos q eu duvido q as crianças entendam!!!! Talvez eu esteja eternamente de luto por já ter passado da infância, já q ñ a perdi, aproveitei mt bem! Mas vamos ver como q será, provavelmente comprarei um gibi, assim cmo comprei alguns do Star Wars em mangá pelo meu amor a saga do tio George Lucas, mas só pra conferir e ñ investi + meu dinheiro nisso...
Enfim, estou a anos luz d ser admiradora e fã d mangá, mas confio nos editores da Mauricio d Souza Produções, embalaram minha infância, adolescência, vida adulta e sei lá + o q, talvez eles me façam simpatizar com o formato + oriental dos gibis...
inté

Oficina38 disse...

Devo fazer parte do grupo do "luto pela perda da infância"... Ainda creio que o Maurício de Souza e companhia poderiam criar novos personagens para falar da adolescência... É o mundo da ficção, simplesmente fixamos os personagens em um espaço-tempo muito definido e é difícil transpor. Não consigo imaginar o Charlie Brown enfiado num consultório de psicanálise ou a Mafalda invadindo prédio público: eles são engraçadinhos como crianças, como adolescentes ou adultos talvez se tornem apenas gente crescida meio chata... :)

Abração,
Beto