sábado, dezembro 10, 2005

Que nem dirigir de ré!

Estou na casa do meu amigo e me deparei com este livro aqui:

[mesmo esquema: você cutuca na figura e vai parar no site da editora. Qualquer dia desses começo a cobrar pra fazer isso...]

O detalhe: essa aí não é a capa, mas sim a contra-capa. Estranho, não?!

A princípio, parece que o exemplar foi impresso errado. Mas aí você abre o livro do jeito ocidental (esquerda para direita) e leva um metafórico safanão na orelha (na tua, não na da folha). Está escrito assim, na primeira página: "Ei, este é o fim! Nos mangás, a leitura começa do outro lado!"

Daí você começa a entender...

O livro se chama Mangaka - Lições de Akira Toriyama. Logicamente, Toriyama é o autor (ao lado de Akira Sakuma que, por eu não ter encontrado nada sobre ele, não vem ao caso). E a obra é, na verdade, um manual de como fazer mangás (aqueles desenhos japoneses onde os olhos das personagens são maiores que a boca).

Pra quem não conhece, Toriyama é o criador do Dragon Ball (Z). Em outras palavras, ou melhor, em um desenho valendo por mil palavras:

[esse é o Goku, protagonista do Dragon Ball]

Voltando ao livro!

Ler esse manual de mangá de trás pra frente é um desafio. Pelo menos inicialmente. Depois a gente se dá conta que nem é tão difícil assim, só estamos acostumados a ler de outro jeito.

Pra quem sentir muita dificuldade, ainda tem o site do Akira. Esse sim não teria como ser de baixo pra cima. Pois aí já seria demais...

2 comentários:

reuben disse...

Lobo Solitário também se lê de trás pra frente.

Paulo Rená disse...

POxa, fala sério! Que desinformação. Aconselho a leitura da excelente quadrinização da vida do Buda, do Osamu Tesuka (criador do Astro Boy), republicada pela Conrad já há uns 10 meses, que em cada um dos seus 14 volumes (está no 10º) trás essa indicação de "modo de usar" dos mangás.
E a quadrinização é muito boa. Excelente leitura vá numa banca e dê uma olhadinha, vai concordar comigo que está perdendo tempo em não ler.